Você sabe o que é Homeopatia?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Você sabe o que é Homeopatia?

Como é realizada a homeopatia?

A homeopatia é uma prática médica alternativa na qual quantidades extremamente diluídas de certas substâncias naturais são usadas para tratar várias doenças.

Embora os medicamentos homeopáticos sejam vendidos em lojas de produtos naturais e alimentos sofisticados, a homeopatia é amplamente considerada charlatanismo. Nenhuma evidência científica apoia seu uso; a teoria de como ela poderia funcionar está além do domínio da física conhecida; e os governos em todo o mundo estão cada vez mais negando pagamentos de seguro para cobrir o tratamento homeopático.

História

A homeopatia foi desenvolvida no final do século 18 por Samuel Hahnemann, um médico respeitado na Alemanha. Hahnemann acreditava que pequenas concentrações de uma determinada toxina poderiam curar os mesmos  sintomas que causariam em doses maiores.

Essa noção era semelhante à ciência emergente de inoculação e vacinação. E os tratamentos de Hahnemann em suas formas diluídas eram muito mais seguros do que a maioria das práticas médicas durante o seu tempo, como derramamento de sangue.

No entanto, médicos – e químicos, em particular – logo chegaram a entender que essa técnica não funcionava porque as diluições eram diluídas a ponto de não haver mais remédio no medicamento.

Como é realizada

É baseada em diluições e misturas, chamadas sucessões. O nível de diluição está impresso no frasco do medicamento. Uma pequena quantidade da toxina é misturada com determinadas quantidades de água ou álcool. A mistura é agitada e todo o processo é repetido 30 vezes.

A homeopatia funciona?

Não existem estudos científicos de alta qualidade que demostrem que a homeopatia é mais eficaz que um placebo. Ao realizarem testes, duas tendências surgiram: a homeopatia é melhor para “curar” coisas que logo passariam de qualquer maneira, como resfriados, mas seriam perigosas para o tratamento de doenças graves, como diabetes; e quanto maior e mais completo o estudo científico, mais ela se assemelha a um placebo.

Riscos

Em alguns casos, o medicamento homeopático não contêm quantidades detectáveis da substância medicinal original.

No Japão em 2010, o governo começou a investigar as mortes de bebês resultantes de tratamento homeopático em vez de remédio. As mortes incluíram bebês nascidos com deficiência de vitamina K, cujas parteiras das mães administravam um tratamento homeopático em vez da injeção de vitamina K, necessária para prevenir hemorragias. Os bebês morreram de sangramento no crânio.

Conteúdo, opiniões e dados fornecidos pela Clínica Mayo.